Tag Archives: Coisas da vida

Indignação, indigna…

9 ago

Ando meio indignada com as criaturas desse planeta, e se parar para pensar a lista de toda minha indignação é bem extensa.. Vamos lá…

– Pessoas jogando papel no chão. Vocês não imaginam como isso me IRRITA. Eu tenho uma enoooorme vontade de chegar perto da pessoa e chama-la de PORCA!ou então, mandar catar o papel. O pior é que se fosse só papel que esses porquinhos jogassem no chão a coisa não seria só tão irritante, mas se vê jogando de tudo, latas de refrigerante, garrafinhas, e por ai vai. Fora os papeis de propaganda que o povo distribui pelas ruas e o povo que fica com as mão lotadas de propaganda vão atirando pelo chão toda essa imundisse. Deveria ser proibido essa quantidade exorbitante de propagandas pelas ruas. Hoje passando por uma avenida, cheguei ao fim dela com mais ou menos uns 10 papeizinhos de propaganda, depois queremos que o povo tenha consciência e não jogue papel nas ruas. Vai da consciência de cada um… Eu procuro o lixo mais próximo, ou guardo dentro da bolsa, até chegar a minha lixeira de lixo reciclável!

– Salto alto, eu sei, eu sei que cada um anda como quiser, o livre arbítrio está ai para isso, mas eu tenho que dizer: É ridículo ver uma pessoa andar com um salto enorme, sem saber andar de salto alto. Hoje foi o dia.. sábado em pleno Gonzaga era o que mais se via: Jecas andando de salto alto. O engraçado é que não são só as meninas mais novas não, são mulheres de várias idades. É por isso que não abro mão do meu conforto, uso salto alto? sim uso e adoro, mas só uso mesmo os que são confortáveis e se é uma ocasião especial, agora usar salto alto pra passear no shopping é lindo, eu adoro, mas só se você souber andar com ele. PELAMOR!!!!

– Continuando com o meu passeio de hoje, COMO TEM GENTE MAU EDUCADA!! As pessoas pensam que só porque elas estão passeando pela calçada, elas são proprietárias da mesma e mais ninguém pode passar. Ninguém da passagem! Se você não desvia as pessoas vão em cima de você. E não pense, que se você passa pela rua com um carinho de bebê a coisa muda, porque não muda nada, elas nõ querem saber, você que desvie do caminho delas senão você acaba sendo atropelada, e se você atropela ainda tem que escutar um sonoro VACA porque a bonitinha queria ocupar o mesmo espaço que você e você não permitiu.

– Fura fila. Fala sério, tem coisa mais mau educada? Eu com meu filho o carrinho e na fila da loterica para pagar uma conta, ai um garoto, com a cara mais deslavada entra na minha frente. Eu juro que fui educada, olhei bem pra cara dele e falei: -Mocinho, a fila é aqui atrás. Haaaa, da licença né, eu ali na fila, ignorando o meu direito de caixa especial porque acho um absurdo, ser privilegiada, se meu bebe esta tranquilo e vem um fedelho e quer entrar na minha frente na fila? e o pior a fila era pequena! Se fosse uma fiiiiila eu até entenderia mas uma filinha de 4 pessoas, ha vai ser cara de pau la na casa do chapéu!!!

– Falta de respeito com deficiêntes físicos. Gente que palhaçada caminhar pelas calçadas de Santos. As pessoas caminham por crateras. Eu não sou deficiente, mas imagino o sofrimento deles. Se passear com carrinho de bebê é uma dificuldade imagina um cadeirante?? Sem contar nas calçadas desniveladas pelos moradores para facilitar na hora de guardar o carro na garagem. Com isso é um tal de senhorinhas tropeçando, sobe e desce, carrinhos de bebês quase tombando… Não existe nenhuma fiscalização para esse tipo de coisa? Ninguém fiscaliza se a calçada esta desnivelada, esburacada ou interditada? sim interditada, pppporuqe com esse monte de construção que temos pela cidade, eles entopem as calçadas com aqueles tapumes, lixeiras, areia e quem quiser passar que divida espaço com os carros e sinta-se feliz se nenhum te atropelar….

E pra acabar, que isso ja virou um livro–

– Outro dia recebi um email de uma conhecida que contava o trágico fim de um romance que durou uns poucos anos. A minha indignação não foi o fato de simplesmente ter acabado, mas da forma como ela conta que acabou, a falta de respeito entre os seres humasnos que um dia dividiram a mesma casa, os mesmos planos e que para melhorar ou piorar a história, têm um filho em comum. Ai me peguei pensando na situação e nas linhas que ela escreveu.. ela acaba comentando que não queria expor o assunto para não acontecer como via acontecendo com o cara e sua ex, que viviam aos xingamentos e um falando mau do outro pelas costas. Ai me vejo conversando com meus botões: O que esperar de uma pessoa que tem atitudes horrorosas com uma ex mulher? Carinho e compreensão? O que esperar de uma pessoa que traiu? Fidelidade? Sei lá, eu sei que as pessoas tem direito a uma segunda chance, mas eu não sei se daria uma segunda chance em certos casos. Isso me deixa muito chateada e indignada com a falta de respeito alheio…

Um bom finzinho fim de sábado….

Fui… porque reclamar só não adianta… Vou ver aonde posso fazer uma reclamação formal!!!