Mudanças para 2011

14 jan

Olas…

Há uns dez dias que penso em atualizar o blog, vir contar tudo o que esta acontecendo mas são tantas coisas novas, tanta coisa pra contar, que juntam com o stress comigo, com a minha ansiedade da nomeação, a falta de idéia pro aniversario do Iuri e tudo mais que envolve a minha vida de mãe, esposa, dona de casa e micro (MICO) empresaria, que não consigo tempo nem tão pouco paciência…

Esse ano o lado profissional, parece, que esta engatando, depois da mudança do WP pro Blogspot, o telefone não para, ta certo que é mais pesquisa do que encomendas, mas já da para perceber que foi uma ótima troca. O Festa Fotos também tem dado uma bombadinha básica, muitas ligações e algumas festas já agendadas (então se você quer fazer a sua festa conosco corra pra agendar uma data, rsss), mas nada que nos faça ficar ricos. O Paulo tem algumas propostas indecentes de trabalho, e eu cansada de ficar em casa a procura de escolas para dar aula enquanto não me chamam, mas com uma baita dor na consciência de abandonar caso me chamem, mas sempre fica a duvida, será que chamam???? Ligo toda semana pra ver como andam as colocações, mas desde dezembro pararam de chamar (pausa pra ligar pra prefeitura), acho que o meu primeiro pagamento vai todo pra net para poder pagar as milhares de ligações pra SV…

Desde o fim de dezembro eu e marido fizemos algumas colocações sobre os horários aqui em casa o que tem sido muito difícil pra mim, com esse meu vicio pela internet é difícil, às vezes ficar vendo um programa que ele gosta e eu não, e não poder me sentar na frente do PC para ficar tuitando com a galerinha do mau, me irrita, mas como ele diz, é o tempo que temos pra ficar juntos, mas ele podia trocar de canal né… Então voltando aos combinados, ele programou hora pra tudo, risos – muitos risos. Horário para trabalhar, para passear com a Boo e enfim um horário só para nos 3, e claro que quando Iuri dorme sobra horário para nos dois…. Não funcionou, e não vai funcionar nunca comigo, eu odeio horários, já basta os horários de trabalho que teremos que enfrentar, e outra, quando entra alguma encomenda de ultima hora eu tenho q trabalhar ate oZoio cansarem, senão não rola… mas não quero me estender nesse assunto porque não tem assunto quando o lance é ilusório. Daí que eu comecei a falar disso tudo porque ontem tuitando a queridíssima @ RanneBaby publicou um post que mexeu comigo e me fez mudar algumas coisas ontem mesmo, e que me fez escrever esse post também, se eu fosse você lia(ta certa a conjugação, porque eu pesquisei) aqui

Como não fiz nenhuma promessa para 2011, também não vou prometer o tempo que vou demorar a postar alguma coisa de novo, só vou dizer que o próximo post vai ser sobre o meu pequeno bebe que esta virando menino grande!!!

 

Beijo grande

Educação é tudo!!

1 jan

Passei o ano passado sem vir muito por aqui, mas resolvi aparecer logo no primeiro dia pra falar de uma coisa importantíssima, Educação.

Como pedagoga e professora de Educação infantil sempre li e aprendi que se educa desde o nascimento. Muitas pessoas acham que isso não existe que, os bebes não entendem e não aprendem. Eu posso falar de carteirinha que se educa desde o nascimento.

Eu e o meu marido, Paulo, sempre fomos muito preocupados com isso. Sempre desejamos um filho levado, alegre, mas o que mais conversávamos era sobre como ter um filho educado. Adoramos crianças, mas aquelas que são mimadas e chatas ao extremo, simplesmente ignoraram por não gostarmos da situação. Sabemos que elas não são responsáveis por esse comportamento, que os causadores disso são os pais, mas infelizmente são as crianças que levam a culpa.

Nosso filho foi criado livre, bem no estilo faz o que quer, mas com doses de educação na hora certa e sendo repreendido quando necessário. Hoje ele é um menino levado, mas SUPER educado. Eu falo super porque com um ano e nove meses, das muitas palavras erradas que ele fala, já diz, por favor, e obrigada, e não só para os de casa. Outro dia, uma vizinha nossa, pegou a bola que caiu no chão e quando entregou na mão dele ele soltou um “GADO”. É super fofo. E melhor ainda é ver que as pessoas gostam dele por isso. Ele é super simpático, fala com todos na rua. Ama os lixeiros, cumprimenta o vizinho deficiente, que outro dia ficou ate emocionado com o tratamento que meu filho da a ele, enfim, ele trata como é tratado. Com respeito e com educação.

Então pensei muito antes de vir aqui escrever esse post porque acho mega importante dividir conhecimentos.

Eduque seu filho, repreenda se for necessário, converse muito e sempre use as palavras mágicas, eles entendem e reproduzem o que acontece ao redor deles. Se você for firme às suas palavras e ações você jamais precisara bater ou deixar de castigo. O diálogo e o exemplo, bem dado, são ótimas lições.

Outro dia procurando alguns textos sobre o assunto achei esse que é muito interessante:

Educar uma criança com limites, é educar com amor.

O estabelecimento de regras auxilia no aprendizado de como a criança deverá se comportar e reagir frente às diversas situações e deveres de sua vida, promovendo condições para se desenvolver e se organizar de maneira satisfatória. É um fator fundamental para a formação de adultos equilibrados e seguros.

Indisciplina com relação a horários, desorganização ou birra quando as vontades não são satisfeitas, são alguns dos comportamentos específicos de crianças que evidenciam a falta de limites. Por isso, a importância dos pais colocarem regras e normas de forma adequada desde o nascimento dos filhos, e durante todo o seu desenvolvimento.

A criança não compreende a relação de causa e efeito e os acessos de raiva são comuns, principalmente quando muito pequenas. Geralmente a criança não quer esperar, e quer fazer coisas que não consegue, o que acaba gerando frustrações. Cabe aos pais ajudar seus filhos a lidar com as frustrações do cotidiano, estabelecendo regras claras e consistentes.

Ao estabelecer limites, é importante que os pais adotem uma postura firme e coerente, agindo sempre da mesma forma frente às situações semelhantes. A criança ficará confusa se perceber que por exemplo, o pai diz uma coisa e age de forma exatamente contrária, e vale ressaltar que a criança aprenderá muito mais através de exemplos, do que com as palavras. Uma mãe que demonstra estar sempre atrasada, encontrará dificuldades em impor horários aos filhos, por exemplo.

Dizer “não” à criança quando necessário, é uma forma de mostrar que nem tudo é possível, e dizer-lhe o que deve e pode ou não fazer, é uma maneira de dar segurança e mostrar que você se importa com ela. Desta forma, vai aprendendo a lidar com as frustrações e não crescerá achando que tudo lhe é permitido.

Uma criança com dificuldade em obedecer a regras, em ser disciplinada, fica com o pensamento um pouco confuso, e tem dificuldade em desenvolver de forma adequada a sua capacidade de raciocínio lógico, mesmo que tenha um grande potencial. Inclusive, se a criança percebe que os pais são incapazes de controlá-la quando ela passa dos limites, cresce o sentimento de insegurança.

Para os pais, estabelecer limites aos filhos acaba sendo um aprendizado, pois muitas vezes o adulto vai se deparar com a sua própria dificuldade com relação aos limites. Portanto, a paciência e a calma são requisitos essenciais que os adultos devem ter ao impor limites. Muitas vezes, os pais terão que falar diversas vezes a mesma coisa, para que a criança compreenda a regra do jogo, e a linguagem utilizada deverá sempre ser a mais clara possível, para que ela possa entender.

Ao adotar medidas repreensivas, os pais devem levar em consideração que a punição deve ser proporcional ao tamanho da “arte” e a idade da criança.

Entre zero a três anos, a criança vivencia um processo de transformação, no sentido de tornar-se independente. Nessa fase, o desenvolvimento intelectual é diferente de uma criança mais velha. As regras precisam ser repetidas diversas vezes, pois sua memória não está completamente desenvolvida.

Crianças entre quatro e nove anos são menos dependentes dos pais, sua capacidade intelectual está mais desenvolvida e consegue compreender melhor as emoções que vivencia. Nessa fase é importante que os pais adotem uma atitude firme e justa na aplicação das regras, e medidas repreensivas devem ser aplicadas logo após a falta, para que a criança associe causa e efeito.

Muitos pais geralmente se preocupam em não frustrar seus filhos, e consideram que a forma mais adequada de educá-los é satisfazer absolutamente a todas as suas vontades. A falta de limites prejudica aos seus próprios filhos, trazendo conseqüências desastrosas para estes e para a própria família, e num sentido mais amplo para a sociedade. Inclusive quando chegar à difícil fase da adolescência, fase de grandes transformações físicas, emocionais e sociais.

Educar uma criança estabelecendo limites, é acima de tudo, oferecer segurança e uma base sólida na formação da personalidade. É educar com amor.

Sandra Gaspari

Psicóloga

www.interage.psc.br

Beijocas e um bom ano para todos vocês!!!

E acabou 2010

31 dez

Esse fim de ano não terminarei com promessas, nem com simpatias e muito menos superstições.

2010 foi um ano péssimo financeiramente, mas um ano MARAVILHOSO em relação familia.

Meu filho so me deu alegrias, boas risadas e muita, muita felicidade…

Então quero desejar a todos os meus AMIGOS!
Que em 2011, tudo de melhor aconteça pra vc e pra toda a sua familia.
Que em 2011, possamos pensar mais nos outros…
Que em 2011, possamos ajudar mais…
Que em 2011, possamos ser menos intransigentes…
Que em 2011, possamos AMAR mais…
Que em 2011, possamos sorrir e fazer sorrir todos os dias…
Que em 2011, possamos VIVER BEM…
Que 2011 seja uma ano maravilhoso!!!
Que venha…

E hoje foi o grande dia!!!

7 dez

Hoje eu cumpri meu combinado comigo mesma, fui até o Hemonúcleo do HGA, Hospital Guilherme Álvaro de Santos, e me cadastrei como Doadora Voluntária e Doadora de médula Óssea.

Confesso que fiquei emocionada, foi um mixto de medo e alegria e o melhor de tudo que Paul, mesmo sem saber se poderia ser doador ou não se cadastrou e coletou sangue para os exames. Meu pai ontem também quis saber se podia ser doador, mas como ele ja tem mais de 50 não pode mais…

Tenho que confessar que não passo muito bem quando tiro sangue, normalmente eu passo mau, e uma vez eu até desmaiei, mas como isso nã acontecia a muito tempo eu fiquei firme e forte. Uma certa hora, marido, que estava na sala muito longe de mim viu q a minha cara estava ficando branca e meus lábios sem cor, comecei a sentir um pequeno enjoo e a minha cabeça começou a latejar, claro qeu fiquei em observação quase meia hora… kkkk MAs valeu a pena, sai de la super feliz, cheia de dores no braço e uma sensação horrível que eu fico, pós quase desmaio, mas fiquei feliz com a minha atitude…

Agora é esperar e rezar pra ver se meu sangue poderá ajudar alguém…

Torne-se um Doador! Isso te fará bem mais feliz!!!!

E não deixe de participar do sorteio!!!

https://familiascrap.wordpress.com/2010/12/04/e-eu-ri/

 

bjks

E eu ri…

4 dez

Eu e marido desde o ano  passado, estamos pensando na possibilidade, financeira, de presentear alguma cartinha que estivesse nos correios ou até fazer sacolinhas e doar na policia, igrejas ou instituições de caridade, mas sempre me vem a cabeça um ano que vi as mães “carentes” que saiam da festinha que a policia do bairro fez, e vi que nem todas eram carentes, então isso me deixou com uma cisma danada. Quanto as cartinha dos correios, eu não gostaria de me comprometer a dar um presente qualquer, e como a situação financeira aqui em casa também não esta as sobras, ficamos chateados em não poder presentear mais alguma criança.

Estou nessas dúvida desde novembro, mas no começo do mês a caminhada do ADOAS, Associação de Voluntarios e  doadores de Sangue da Baixada Santista, me chamou a atenção para uma coisa legal. DOAR sangue e me tornar DOADORA DE MEDULA. É uma coisa que eu sempre quis fazer, mas confesso que sempre tive muito receio e medo de doar sangue, eu passo mau tirando sangue.

Mas essa semana eu decidi que vou presentear alguém com o meu sangue e se possível com parte da minha medula. Tem tanta gente que precisa e tão pouca gente que doa que isso me entristece muito.

E de brincadeira e com forma de incentivar as pessoas a fazerem isso também tuitei a frase:

“Esse ano meu presente de Natal vai ser diferente, ao invés de sacolinha, presente pra abrigo. Vou doar sangue e medula!”
Comico foi receber uma tuitada do Ministério da Saúde me elogiando!
@viviuri Parabéns por sua atitude. Conscientize outras pessoas! Divulgue! #doemedula http://bit.ly/bOqRS0
E ai que também estou aqui fazendo a minha parte na divulgação…
Convido todo mundo a fazer como eu: Doar Sangue nesse final de ano e se torna doador de medula…
Quem vai me seguir nessa????
Agora fazendo essa pergunta eu tive a idéia de dar um presente pra quem fizer o mesmo que eu, se tornar doador!
A brincadeira é a seguinte:
Vou sortear uma agenda personalizada para quem se tornar doador ou ja ser.
Regrinhas:
  1. Morar no Brasil;
  2. Preencher o formulário clicando Aqui;
  3. Ser seguidor(a) deste blog, escrevendo  seu email no cantinho ali ao lado direito;
  4. Deixar um comentário APENAS NESTE POST, dizendo: “Eu me tornei um doador de sangue e medula!”.
  5. Caso você seja minha seguidora no Twitter (@viviuri) e queira me ajudar a divulgar a Doação e o sorteio, é só dar RT, na seguinte frase: #Sorteio: “A agenda personalizada que a @viviuri esta sorteando vai ser minha pq sou Doador(a) http://bit.ly/fuzNHB! “
A promoção começa hoje, dia 04 de dezembro de 2010 e acaba dia 30 de dezembro de 2010 às 23:59h. O resultado será divulgado no dia 05 de janeiro de 2011, aqui no blog. O ganhador receberá um e-mail enviado por mim e terá 48 horas para entrar em contato. Caso isso não ocorra, será feito um novo sorteio.
Boa Sorte !!!

E dai que…

18 nov

… eu tenho um monte de livros que eu ja li e não quero ler de novo e resolvi presentear vocês…

Essa semana vai ser o:

Amar pode dar certo
Autor(es): Roberto Shinyashiki

Por mais que a humanidade evolua, amar e ser amado continua e continuará sendo uma das maiores buscas do ser humano. No livro “Amar pode dar certo”, o leitor é convidado a repensar seus relacionamentos, sua maneira de amar e suas expectativas a respeito da pessoa amada. Para o amor dar certo os autores propõe que a pessoa aprenda a amar, que nada mais é do que treinar a viver junto, treinar o diálogo sem manipulação, treinar sair para jantar, dançar, ter relações sexuais satisfatórias. Enfim, saber se divertir a dois até conseguir viver o momento em que não há mais o homem e a mulher, mas o “nós”. O leitor poderá identificar ainda alguns aspectos que podem levar a um relacionamento mais duradouro como saber evitar a competição entre o homem e a mulher para que haja espaço para o amor; evitar o desejo de vingança que leva ao desrespeito. Lidar com o ciúme, que é um ingrediente para relação, mas que pode se tornar possessivo e manipulador. Entender que a separação deve haver quando existe no casal o desejo de se percorrer caminhos diferente. Saber que paixão é tempestade e amor é brisa, mas que a melhor coisa da vida é estar apaixonado por quem se ama.

 

Como não tenho muitos livros, vou sortear um por semana…
Como concorrer:

São regras obrigatórias..

1 – Seguir o blog publicamente, como mostra a imagem abaixo (caixinha ali do lado direito):

2 – Morar no Brasil.

3 – Deixar um comentário apenas NESTE POST, dizendo: “Quero muito ler este livro!”

4 – Preencher o formulário AQUI

OBS: Para participar da promoção é necessário seguir todas as 4 regras acima. Caso as mesmas não sejam seguidas, a participação será desconsiderada.

 

CHANCES EXTRAS:

1 – Se você me segue no Twitter, pode preencher o formulário mais uma vez.

2 – Se você der RT na seguinte frase: “#Sorteio: Eu sigo a @viviuri e quero ganhar o livro: Amar pode dar certo.(deixando o link no formulário), pode preencher o formulário mais uma vez.

A promoção começa hoje, dia 18 de novembro e termina dia 30 de novembro, às 00hs. O resultado será divulgado no dia 03 de dezembro, aqui no blog. Após ter sido sorteado, o ganhador receberá um e-mail meu e terá 2 dias para entrar em contato. Caso isso não ocorra, será feito um novo sorteio.


Ai que…

18 nov

… com todo o stress passado, hj veio cair mais merda na minha vista, porque me mandam algumas coisas e eu acabo lendo… a minha teoria:  E eu vou esquecer de tudo, as dores do mundo, Não quero saber quem fui mas sim quem sou
(by Jota Quest) quse caiu por terra, mas marido me presenteou com um pps, que EU NAO ABRO mas pq era dele abri, que dizia assim:


Dizia Guerdjef:

 

“Uma boa vida tem como base o sentido do que queremos para nós em cada momento e daquilo que, realmente, vale como principal”.
Assim dizendo, ele traçou 20 regras de vida que foram
colocadas em destaque no Instituto Francês de Ansiedade e Stress, em Paris. Dizem os “experts” em comportamento que quem já consegue assimilar 10 delas, com certeza aprendeu a viver com qualidade.

Aqui estão as 20 regras de saber viver:

– Aprenda a dizer não sem se sentir culpado ou achar que magoou. Querer agradar a todos é um desgaste enorme.

– Faça pausas de dez minutos a cada duas horas de trabalho, no máximo. Repita essas pausas na vida diária e pense em você, analisando suas atitudes.

– Planeje seu dia, sim, mas deixe sempre um bom espaço para o improviso,consciente de que nem tudo depende de você.

– Concentre-se em apenas uma tarefa de cada vez. Por mais ágeis que sejam os seus quadros mentais, você se exaure.

– Esqueça, de uma vez por todas,que você é imprescindível. No trabalho, em casa, no grupo habitual. Por mais que isso lhe desagrade, tudo anda sem a sua atuação, a não ser você mesmo.

– Abra mão de ser o responsável pelo prazer de todos. Não é você a fonte dos desejos, o eterno mestre de cerimônias.

– Peça ajuda sempre que necessário, tendo o bom senso de pedir às pessoas certas.

– Diferencie problemas reais de problemas imaginários e elimine-os, por que são pura perda de tempo e ocupam um espaço mental precioso para coisas mais mportantes.

– Tente descobrir o prazer de fatos cotidianos como dormir, comer e tomar banho, sem porém achar que é o máximo a se conseguir na vida.

– Evite envolver-se na ansiedade e tensão alheias. Espere um pouco e depois retome o diálogo, a ação.

– Família não é você, está junto de você, compõe o seu mundo, mas não é a sua própria identidade.

– Entenda que princípios e convicções fechadas podem ser um grande peso, a trava do movimento e da busca.

– É preciso ter sempre alguém em que se possa confiar e falar abertamente ao menos num raio de cem quilômetros. Não adianta estar mais longe.

– Saiba a hora certa de sair de cena, de retirar-se do palco, de deixar a roda. Nunca perca o sentido da importância sutil de uma saída discreta.

– Não queira saber se falaram mal de você e nem se atormente com esse lixo mental; escute o que falaram de bem, com reserva analítica, sem qualquer convencimento. Competir no lazer, no trabalho, na vida a dois, é ótimo… para quem quer ficar esgotado e perder o melhor.

– A rigidez é boa na pedra, não no homem. A ele cabe firmeza, o que é muito diferente.

– Uma hora de intenso prazer substitui com folga 3 horas de sono perdido.O prazer recompõe mais que o sono. Logo, não perca uma oportunidade de divertir-se.

– Não abandone suas três grandes e inabaláveis amigas: a intuição, a inocência e a fé.

– Entenda de uma vez por todas, definitiva e conclusivamente:

Você é o que se fizer.